informe o texto

Notícias | Geral

CUIABÁ

Vereador quer análise criteriosa sobre mortes no São Benedito

Rotina de atendimentos pode ter reflexo no número crescente de óbitos

Sandra Costa | Assessoria

09/02/2024 - 15:36 | Atualizada em 12/02/2024 - 14:37

O vice-líder do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) na Câmara de Cuiabá, vereador Luis Claudio (PP), pediu análise criteriosa sobre a situação do Hospital São Benedito que apresentou crescimento no número de óbitos durante o período de intervenção do governo do estado na saúde municipal.

A unidade que funcionava de portas fechadas atendendo apenas via regulação, passou a ter atendimento aberto a todo o público. A decisão pode ter provocado a estatística negativa.

"Essa Casa precisa se debruçar sobre os dados, que são graves. O grande questionamento é se ele tinha condições de receber pacientes em estado clínico grave, com aneurisma, com AVC, com essas enfermidades clínicas porque quando ele era fechado. A regulação estava nas mãos do Estado, não havendo a participação de servidores do município na regulação. Ou seja, o Estado regula todo o sistema, traz pacientes do interior”.

Luis citou a visita do Tribunal de Contas do Estado (TCE) na unidade e que recomendou que a regulação dos pacientes precisa ter uma participação efetiva dos servidores do município.

O vereador também comentou resultados da federalização da investigação da Operação Espelho e, por consequência, também foi federalizada a Operação Capistrum, que culminou no afastamento do prefeito do cargo em 2021.

“O STJ decidiu que a famosa operação Capistrum, que gerou três operações aqui contra o prefeito da capital, já não cabe mais ao Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso continuar com o processo. Está a nível federal e a gente espera a isenção desse julgamento, dessa operação Capistrum, que tantos vereadores daqui usaram a tribuna para falar dessa operação”.
 
 
Sitevip Internet
Fale conosco via WhatsApp